Lente Intraocular para Catarata em Curitiba

Lente Intraocular para Catarata em Curitiba

A cirurgia de catarata é um procedimento muito antigo. Existem registros de que o procedimento já era realizado de forma muito rústica no Egito. De lá para cá, evoluiu muito em todos os aspectos, sendo uma das cirurgias com maior número de inovações nos últimos anos.

O sucesso de uma cirurgia de catarata depende de vários fatores, como uma boa indicação, a descoberta precoce da patologia, a idade do paciente, qualidade dos equipamentos cirúrgicos, exames pré-operatórios e a escolha da lente intraocular.

O que irá causar maior impacto em termos de resultado de acuidade visual é, sem dúvida, o tipo de lente intraocular utilizada na cirurgia.

As classes de lentes disponíveis para cirurgia de catarata são:

Lentes trifocais

Lentes trifocais, como o próprio nome sugere, são lentes que fornecem a visão plena em três distâncias – visão de perto, intermediária e para longe. Oferecendo, desta forma, a melhor possibilidade da independência dos óculos e lentes de contato.

Lentes intraoculares trifocais são muito procuradas, pois oferecem uma gama de possibilidades, reduzindo a dependência dos óculos e lentes de contato em distâncias intermediárias.

Com o uso de lentes trifocais abre-se uma nova perspectiva: uma visão de excelente qualidade e sem óculos para pacientes com catarata, fazendo com que o paciente tenha uma vida sem limitações impostas pelo uso de óculos ou mesmo lentes de contato. Isso contribui no aumento da autoestima, melhorando significativamente a qualidade de vida do individuo.

É importante salientar que as lentes trifocais são implantadas uma única vez, no momento da cirurgia de catarata, o que proporcionará uma visão plena, sem a necessidade de trocar a lente.

Se você deseja saber mais sobre lentes intraoculares e seus benefícios, agende uma consulta.

Lembre-se!

Ao notar qualquer sintoma como visão embaçada, dores de cabeça frequentes, lacrimejamento, fotofobia ou dor nos olhos agende uma consulta com o oftalmologista. Não deixe de fazer seus exames de rotina.

Lentes multifocais

Há algum tempo atrás, as lentes de substituição ao cristalino em cirurgias de catarata possuíam apenas um ponto de foco, ou seja, para longe ou para perto. Eram as chamadas lentes monofocais.

Porém, atualmente a lente multifocal é usada para eliminar ou reduzir a dependência do uso de óculos, oferecendo visão plena, para longe e para perto ao mesmo tempo, sendo empregada na correção da presbiopia.

De forma resumida, podemos afirmar que com esse tipo de lente intraocular é possível remover a catarata e a presbiopia, em um único passo.

Estudos clínicos recentes mostram que grande parte dos pacientes que receberam esse tipo de lente abandonaram os óculos em seu dia a dia e na realização de suas atividades rotineiras.

A escolha da lente intraocular

Existem centenas de modelos e tipos de lentes intraoculares, cada qual com sua característica que a destaca das outras.

O grande diferencial da cirurgia de catarata refrativa é o estudo do caso clínico do paciente, e a indicação da lente intraocular que reunirá as características mais adequadas para cada caso.

Essa avaliação é extremamente necessária, pois cada indivíduo possui um perfil, seja ele clínico ou de comportamento. Assim, um paciente que apresenta condições físicas limitantes necessitará de uma acuidade visual melhor para curtas distâncias, e pode até mesmo dispensar a necessidade de visualizar objetos em longa distância, em outra situação, um paciente que pratica algum tipo de esporte pode precisar mais de uma visão de média distância.

Todos esses aspectos são avaliados e projetados no longo prazo. Desta forma é possível pensar na cirurgia de catarata e seus resultados muitos anos depois de realizado o procedimento. Ou seja, as escolhas realizadas hoje podem resolver problemas com maior probabilidade de acontecer no futuro, minimizando ou anulando os efeitos indesejáveis.

“Em uma abordagem diferenciada, pensando no longo prazo, conseguimos identificar o que precisa ser feito hoje, visando beneficiar o paciente”, explica o Dr. Glauco – oftalmologista, mestre e professor da UFPR (Universidade Federal do Paraná), que realiza cirurgias de catarata.

WhatsApp